quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

A popularidade de Lula (68,8%)

Félix Maier

25/09/2008

Lula está fazendo um governo bom na Economia, ao não mexer na "herança maldita" de FHC que no início tanto criticava. Continuou preservando a moeda e controlando a inflação, expandiu o crédito, aumentou o salário mínimo, aumentou o número de universidades públicas e concedeu melhoria salarial a funcionários públicos que tinham sofrido graves perdas durante o governo anterior. Palmas para Lula! (Mas também podem bater palmas para Henrique Meirelles, presidente do Banco Central, principal responsável pelo desempenho da Economia. Podem bater palmas ainda para os ministros do Desenvolvimento, tanto Luiz Fernando Furlan, quanto Miguel Jorge, os globetrotters que expandiram ainda mais as exportações brasileiras - Lula só pegou carona, para fazer viagens turísticas gratuitas.)

No entanto, poderíamos estar crescendo mais na Economia, não houvesse Lula inchado o Leviatã estatal, ao criar ministérios inúteis e 20.000 novos cargos para empregar a companheirada (e a Igreja Petista receber seu dízimo...). Sem falar nos escorchantes impostos, que aumentam todo dia e asfixiam o empreendedorismo nacional. A última maldade foi estender o pagamento do Cofins aos profissionais liberais, como médicos, advogados etc., o que irá ocasionar aumento desses serviços para a população. Cessam as palmas para Lula!

Lula, em suas relações internacionais, está fazendo um governo péssimo, ao se unir automaticamente a canastrões truculentos, como Fidel Castro, Hugo Chávez e Evo Cocales, todos membros do Foro de São Paulo, um grupelho esquerdista que quer tansformar a América Latina numa nova União Soviética, a Unasul. Lula provou sua canalhice ao hospedar o "embaixador das FARC" no Brasil, Olivério Medina (e dar emprego à mulher deste, em Brasília), ao mesmo tempo em que negou asilo político ao governador de Pando (Bolívia), Leopoldo Fernández, preso por Cocales durante os recentes protestos da oposição. A canalhice de Lula também se observou na extradição dos atletas cubanos que haviam fugido da concentração dos Jogos Pan-Americanos, no Rio de Janeiro, em 2007, entregando-os à fúria do Abutre do Caribe, o coma andante Fidel Castro, ao mesmo tempo em que reluta em extraditar o terrorista esquerdista italiano Cesare Batistti [*], ligado às Brigadas Vermelhas, que foi preso no Brasil em março de 2007. Grande vaia para Lula! Maior do que aquela que ele ouviu no Maracanã, durante a abertura do Pan [**].

Lula está à frente do pior governo que já existiu no Brasil, na medida em que está envolvido em denúncias de corrupção sem fim, como o caso Celso Daniel, as maracutaias de prefeituras petistas, mensalão, dólares de Cuba, dólares das FARC, dólares na cueca, sanguessugas, dossiê anti-Serra, cartões corporativos, dossiê anti-FHC (o tal dossiê Dilma "Estela" Rousseff), caso Lulinha/Telemar, caso VarigLog, caso Brasil Telecom (fala, Daniel Dantas, fala!), grampos de políticos e do presidente do STF. Impeachment já de Lula!

Somente uma nação que tem cerca de 70% de sua população composta por analfabetos funcionais é que concede essa popularidade (68,8%) a um presidente metido até os ossos em maracutaias sem fim e que, candidamente, diz que não sabe de nada. Grande vaia para todos eles, tanto para Lula, quanto para a massa ignara que o apóia!

Tudo isso comprova o declínio da moralidade no Brasil, em que a maioria busca benefícios a qualquer custo, pisando a ética e os bons costumes. Não é assim que se constrói uma grande nação!

Conclusão óbvia que pode ser feita:

Essa percentagem (68,8%) corresponde, na população, aos analfabetos funcionais ou a popularidade de Lula? Ambas são iguais!

[*] Em janeiro de 2009, Lula concedeu asilo ao terrorista Battisti, provando que o Brasil dos petralhas é um porto seguro para canalhas de todos os cantos do mundo.

[**] Confira a vaia em http://www.youtube.com/watch?v=3frmS-NvfpI (Na ocasião, Lula foi vaiado três vezes; foi pouco!).