quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

E Hamilton vence na última curva...

Félix Maier

02/11/2008

O piloto brasileiro da Ferrari, Felipe Massa, fez sua parte e venceu o Grande Prêmio do Brasil neste dia de Finados. No entanto, o título da Fórmula 1, em 2008, ficou com Lewis Hamilton, da McLaren, com apenas 1 ponto a mais que Massa (98 contra 97). Ano passado, Hamilton deixou escapulir o campeonato no Brasil, por 1 ponto apenas, e não quis repetir a dose neste ano. Mas foi por muito pouco.

Os jornais vão estampar nas manchetes de amanhã que Hamilton é o "primeiro negro" a competir na F1 e o "primeiro negro" a vencer um título mundial da categoria. Bobagem: assim como Barack Obama, Hamilton é apenas mestiço ou mulato, não negro. Chamá-lo de negro é tão estúpido como chamá-lo de branco. Mas, o modo politicamente besta de se expressar nestes tempos da double language faz com que todos repitam que ele é negro.

Hamilton fez história ao ser o mais jovem piloto de F1 a conquistar um campeonato, aos 23 anos. Este garoto promete! Assim como Michael Schumacher foi um impecilho para Rubens Barrichello se tornar campeão - nos anos em que Rubinho realmente corria e não apenas desfilava, como agora -, Hamilton deverá ser o principal oponente para que Massa se torne campeão. No entanto, todos os brasileiros têm confiança que esse dia chegará, como já poderia ter chegado hoje, caso a Ferrari não tivesse feito a lambança da falha de abastecimento no pit stop durante a corrida em Cingapura, o que, certamente, tirou o título de Massa. Sem falar na quebra de motor na Hungria, que tirou o piloto brasileiro da corrida a apenas duas voltas e meia da bandeirada final.

Durante a corrida, Massa seguia tranquilo em primeiro lugar, não dando a mínima chance aos outros pilotos de o ultrapassar. E Hamilton, em quinto lugar, indicava que nada mais poderia mudar o destino da competição. O público, inconformado, pedia a São Pedro que mandasse chuva, para ver o que acontecia.

E a chuva providencial veio, faltando oito voltas para o final. Os pilotos tiveram que trocar os pneus. E Hamilton continuava em quinto lugar, o que lhe garatia o título.

Faltando 3 voltas para a bandeirada, Hamilton foi ultrapassado pelo alemão Sebastian Vettel, caindo para o sexto lugar, o que daria o título para Massa, que mantinha a liderança. No entanto, na última curva da última volta, o alemão Timo Glock, que não tinha trocado os pneus para chuva e estava em quarto lugar, viu seu carro perder rendimento e acabou sendo ultrapassado por Hamilton, que ficou em quinto lugar e garantiu o campeonato.

Por alguns instantes, os familiares de Felipe Massa comemoraram o título, assim como grande parte dos assistentes que se espalhavam por Interlagos. No entanto, foi um rápido sonho que acabou no momento seguinte, na última curva do autódromo, assim como rápida foi a pancada de chuva.

Enfim, foi uma eletrizante corrida que os brasileiros jamais vão esquecer. Agora é torcer para que a Ferrari tenha um carro que não quebre na próxima temporada, e que os mecânicos e auxiliares não cometam outras barbeiragens, como a do abastecimento de combustível em Cingapura. Tenho certeza que Felipe Massa ainda vai se tornar campeão, relembrando os áureos tempos de Fittipaldi, Piquet e Senna.

Brasiusiusiusiusiusiusiu!!!